<!-- eestatísticas -->EUA têm menos estudantes estrangeiros

O número de estrangeiros estudando nos Estados Unidos caiu pela primeira vez desde 1972, informa o Instituto Internacional de Educação (IIE). O estudo anual da organização mostra que 2,7 mil instituições de ensino naquele país perderam 2,4% dos alunos estrangeiros entre 2003 e 2004.Há 572.509 estudantes de outras nacionalidades matriculados nos EUA. O estudo é feito com apoio do Departamento de Estado.As medidas de segurança mais rígidas, após o 11 de Setembro, foram uma das principais causas da redução. Mas os estudantes que deixaram de ir para os EUA o fizeram também porque começaram a ter mais possibilidades de estudos em seus próprios países.Além disso, os custos da educação nos EUA aumentaram, enquanto outros países de idioma inglês (de alto interesse para os estudantes) aprimoraram seus serviços, tornando-se boas alternativas às escolas americanas, segundo o presidente do IIE, Allan Goodman.ÁrabesA queda no número de estudantes de origem árabe foi a maior por região: 9% entre 2003 e 2004, depois de ter caído 10% de 2002 para 2003. Também os europeus estão menos numerosos: seu contingente caiu 5% no último ano.Por nacionalidade, os japoneses são os que tiveram maior queda: 11%. As matrículas de chineses caíram 5%. Por outro lado, indianos tiveram aumento de 7%.Os asiáticos continuam sendo os estrangeiros em maior número naquele país, com 57%.Latino-americanos e africanos cresceram 1%, enquanto os canadenses ficaram 2% mais numerosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.