<!-- eestatísticas -->Brasileiros têm o pior desempenho em matemática

Os estudantes brasileiros estão entre os que têm os menores níveis de conhecimento em matemática, segundo a pesquisa periódica realizada pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).Os alunos brasileiros tiveram o pior desempenho, ao lado da Indonésia e da Tunísia, e ficaram no fim da lista, atrás de outros 37 países.Os dados fazem parte do Programa para a Avaliação Internacional de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês) - uma comparação entre os resultados obtidos por testes e questionários aplicados, em 2003, para alunos de 15 anos de 40 países.O objetivo desse estudo é analisar o conhecimento e as habilidades necessárias para uso cotidiano. A pesquisa compara dados dos países membros da OCDE e de "parceiros", como o Brasil e a Rússia.Dia a diaO foco em 2003 foi matemática. Os alunos tiveram de responder a questões que abordavam situações do dia a dia, incluindo questões de raciocínio e cálculo.A Finlândia, a Coréia e China/Hong Kong aparecem no topo da lista.MétodosA OCDE usou sete níveis de proficiência para avaliar o conhecimento dos alunos -"abaixo do nível 1" a "nível 6".Mais da metade dos estudantes conseguiu atingir pelo menos o nível 4 nos três países que lideram a avaliação. No Brasil, mais de 50% dos alunos ficaram abaixo do nível 1.Segundo o estudo, "esses estudantes falharam ao tentar mostrar que possuem os conhecimentos matemáticos básicos".Os autores alertam que a principal variação na performance dos estudantes acontece dentro dos próprios países, devido a programas e sistemas de educação diferentes, à diferença no nível das escolas e à diferença na capacidade de aprendizado dos alunos.Leitura e ciênciaO estudo também avaliou a capacidade dos alunos em compreensão de texto e ciências.Na avaliação da leitura, o Brasil aparece em 36º lugar, à frente de México, Indonésia e Tunísia. A Finlândia está no topo da lista, seguida por Coréia e Canadá.Segundo o relatório, o Brasil melhorou na avaliação de ciência (em comparação com o relatório realizado no ano 2000), mas continua com o pior desempenho, novamente ao lado de Indonésia e Tunísia.Meninos e meninasA ciência será o principal foco do próximo estudo, que deve sair em 2006.O relatório da OCDE também avalia a diferença na performance de meninos e meninas. Em matemática, os meninos se sobressaíram com relação às meninas. No entanto, em compreensão de texto, as meninas tiveram uma média bem mais alta em todos os países, com exceção de Liechtenstein.Em ciência, a diferença não foi tão grande, mas os meninos também de deram melhor.BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.   estatísticas de educação

Agencia Estado,

07 de dezembro de 2004 | 10h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.