<!-- ecarreira -->Estágio vira emprego para 67% dos jovens

Inseguros diante de um mercado de trabalho cada vez mais fechado, os jovens descobrem, cada vez mais, o valor do estágio como passaporte para a conquista do primeiro emprego. Essa confiança não deve ser creditada apenas ao natural otimismo da idade, mas decorre, em grande parte, de alguns fatos que os entrevistados constatam na prática.O mais estimulante deles é que 67% dos estagiários são efetivados pelas empresas depois de concluído o período de treinamento.Esse número foi obtido em pesquisa realizada em 2003 pela InterScience Informação e Tecnologia Aplicada, com 626 estudantes de 13 Estados, todos encaminhados às empresas pelo Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) nos últimos dez anos.Assim, não é à toa que 99% dos 818 jovens ouvidos durante janeiro e fevereiro deste ano, em outra pesquisa da InterScience, apontaram o estágio como uma etapa indispensável da própria vida, opinião emitida tanto pelos entrevistados que ainda cursam a universidade como pelos recém-formados.ContrataçõesEm 2003, a Cosipa efetivou 74 estagiários, correspondente a 30% das contratações do ano. Em 2004, até março, a empresa assinou a carteira profissional de mais 29 ex-estagiários, representando 27% das contratações do trimestre, de acordo com José Antonio de Oliveira Rezende, superintendente de Recursos Humanos da siderúrgica.Outro exemplo é o da Proservi, especializada em processamento de back-office bancário, com atuação nacional. Seu índice de efetivação de estagiários alcançou 54,3% em dezembro do ano passado.Seleção mais rigorosaOs critérios mais rigorosos do mercado, no entanto, afetaram também a seleção dos estudantes que se candidatam a uma oportunidade de estágio. ?Hoje, os recrutadores fazem uma ampla avaliação do perfil do candidato, desde o desempenho escolar até o comportamento, passando pelo domínio de idiomas, de informática etc?, explica Luiz Gonzaga Bertelli, presidente-executivo do CIEE.A afirmação é comprovada em levantamento realizado em 2002 com 101 empresas do Estado de São Paulo. Para 52%, entre os aspectos valorizados nos critérios de avaliação estão as atitudes.Na opinião dos estagiários e recém-formados entrevistados pela InterScience, uma das principais contribuições do estágio é justamente o ganho no aspecto das atitudes, como melhora no relacionamento (87%), desenvoltura (84%) e maior facilidade para resolução de problemas (79%).Novos talentosOs resultados das pesquisas confirmam o valor do estágio para os dois principais atores envolvidos no processo. ?Primeiro, é um eficiente instrumento de preparação do jovem para o mundo do trabalho, ampliando em muito sua empregabilidade. Segundo, é uma ferramenta eficaz para a empresa interessada em descobrir novos talentos e fortalecer seu quadro funcional.Com experiência de 40 anos na integração entre empresa e escola, o CIEE considera que o estágio deve ser constantemente aprimorado, buscando acompanhar a evolução do mundo do trabalho?, afirma Bertelli.Para ele, um programa de estágio tem qualidade assegurada quando é bem planejado, com definição clara dos objetivos e das atividades que o estudante realizará, além da designação de profissional habilitado, que exercerá a função de supervisor. ?Dessa forma, a experiência resultará na melhor formação do estudante, além de desenvolver também habilidades e competências solicitadas pelo mercado.?Serviço de acompanhamentoBuscando otimizar os resultados do estágio, o CIEE lança neste mês um serviço de acompanhamento pioneiro, direcionado às escolas parceiras, que possibilita ao supervisor designado pela empresa para acompanhar o estagiário registrar suas opiniões no site do CIEE. Com isso, para cada estudante em treinamento, as escolas passam a contar com três avaliações: a do estagiário, a do supervisor e a do CIEE.?Mesmo que a responsabilidade pela avaliação do estágio seja da escola, o CIEE a subsidiará com informações sobre os programas de estágios que administra, assegurando a transparência e a qualidade do processo?, explica Sylvana Rocha, gerente educacional.

Agencia Estado,

03 de maio de 2004 | 12h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.