Doações de dinheiro a faculdades nos EUA batem recorde

Ex-alunos prósperos ajudaram a fazer de 2006 um ano recorde para o levantamento de fundos para faculdades e universidades nos Estados Unidos. As instituições amealharam o valor inédito de US$ 28 bilhões (cerca de R$ 60 bilhões), um aumento de 9,4% em relação ao ano anterior. Os aumentos nas doações ocorreram em todos os níveis, mas, como de costume, as escolas mais ricas ganharam mais. A Universidade Stanford bateu o recorde absoluto, recebendo US$ 911 milhões (cerca de R$ 2 bilhões), o maior valor já arrecadado por uma única instituição americana, em todos os tempos. "Havia um conjunto de idéias, e um conjunto de iniciativas, que a universidade está realizando e em que as pessoas quiseram investir", disse o vice-reitor de desenvolvimento de Stanford, Martin Shell. "Esta foi uma resposta inacreditavelmente generosa de um grupo inacreditavelmente filantrópico de ex-alunos, pais e amigos".Em todos os EUA, as doações de ex-alunos cresceram 18,3% em relação a 2005, de acordo com dados divulgados pelo Conselho de Apoio à Educação. Doações de ex-alunos respondem por cerca de 30% das doações recebidas pela educação superior. Doações vindas de outros grupos, como empresas e fundações, também cresceram, mas por margens bem menores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.