Diretor é retirado à força e alunos invadem UFG

Em protesto contra a PEC do Teto, estudantes aproveitaram o feriado prolongado para organizar a ocupação

Rubens Santos, O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2016 | 05h00

GOIÂNIA - Após a retirada à força do diretor Reginaldo Nassar, grupos de alunos invadiram ontem o Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Cerca de 50 estudantes aproveitaram o feriado prolongado para se organizar e iniciar a invasão. 

Eles protestam contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto, que limita os gastos do governo federal, e contra a reforma do ensino médio. No momento da invasão, foram surpreendidos pela resistência do diretor do ICB, armado com uma pedra. Ele acabou sendo retirado pelos próprios vigilantes do câmpus.

Antes da invasão, os alunos se reuniram com o reitor da UFG, Orlando do Amaral. Apresentaram pedidos de segurança no câmpus, distante cerca de 12 quilômetros do centro de Goiânia, e reivindicaram maior oferta de ônibus. Os alunos são os mesmos que desocuparam, ainda na manhã de ontem, o prédio da reitoria, além do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae). 

As duas instalações estavam tomadas desde o dia 25. A saída ocorreu porque a Justiça já determinou à Polícia Federal a reintegração de posse – que só não foi cumprida pela PF por causa do feriado da Proclamação da República.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.