Luiz Machado/Divulgação
Luiz Machado/Divulgação

Descubra o que o presidente da KPMG Brasil queria saber aos 21 anos

Pedro Melo, de 51 anos, assumiu a presidência da empresa de auditoria aos 46, em 2008

Estadão.edu,

30 Abril 2013 | 11h19

"Escolhi a área em que gostaria de trabalhar aos 15 anos, quando comecei o curso técnico em contabilidade integrado ao ensino médio. Na primeira semana de aula, perguntei a um professor como poderia aprender mais. Ele me recomendou fazer faculdade de Contábeis e pedir emprego em uma ‘big eight’ (como eram conhecidas as maiores empresas de auditoria do mundo, hoje reduzidas às ‘big four’: KPMG, Deloitte, Ernst & Young e PricewaterhouseCoopers).

Mal comecei o curso superior, fui chamado para o trainee de uma firma de auditoria. Passei a gostar cada vez mais da profissão. Aos 21, formado, sonhava em ser sócio de uma ‘big eight’. Pensando nisso, mudei para a KPMG. Precisava me dedicar muito ao trabalho e à formação. Comecei uma pós em Administração Financeira e passei a estudar inglês mais seriamente. Quando fiz 30 anos, a KPMG me enviou para trabalhar nos Estados Unidos. Morar fora ampliou muito meus horizontes.

Assumi a presidência da KPMG Brasil aos 46, em 2008. Sinto orgulho em dizer que estou executando o plano idealizado lá atrás. Para quem está começando a carreira, sugiro estabelecer aonde quer chegar no médio e no longo prazos. Senão, você corre o risco de se perder pelo caminho."

Eu lia:

Livros técnicos profissionais

Eu leio:

Jornais e revistas sobre vinhos

Minha preocupação era:

Se eu teria espaço profissional

Minha preocupação é:

Formar melhor nossos jovens

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.