Depois de ser hostilizado por grevistas, Serra não vai a evento

Na quarta-feira, manifestantes jogaram um ovo contra o carro do tucano

Estadão.edu

18 Março 2010 | 14h09

Um dia após ser hostilizado por manifestantes ligados ao Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), o governador José Serra (PSDB) não compareceu no final desta manhã à entrega do viaduto do complexo viário do Jaraguá, zona oeste da cidade. Vários manifestantes estavam hoje no local do evento.

 

 

A entrega da obra constava na agenda do governador. Na quarta-feira, em Francisco Morato, manifestantes jogaram um ovo contra o carro do tucano e enfrentaram policiais militares que faziam a escolta do governador.

 

 

Presente na enrtega da obra, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) disse não acreditar que a manifestação tenha motivado a ausência do governador. "Só faltava essa, vocês acharem que o governador não veio por causa de meia dúzia de pessoas", ironizou Kassab.

 

 

Questionado sobre a paralisação, o prefeito afirmou ser "natural" e "compreensivo" que a categoria reivindique o que entende ter direito. "Mas o certo é que manifestações sejam em locais adequados, na avenida Paulista não é correto."

 

 

Os professores da rede estadual estão em greve desde o dia 8. Entre as reivindicações, a categoria quer 34,3% de reajuste salarial.  Na semana passada, pararam a avenida Paulista durante uma manifestação. A Apeoesp convocou para essa sexta, dia 19, outra assembleia no vão livre do Masp.

 

Mais conteúdo sobre:
pontoedugreveserraapeoesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.