Dentista acusado de fraudar vestibular é preso em Goiás

A Polícia Federal prendeu em Goiânia o dentista Divino Inácio Ferreira, de 43 anos, acusado de fraudes em mais de cem vestibulares pelo Brasil. A prisão foi feita no consultório, com mandado decretado pela Justiça Federal do Acre.Ele foi indiciado em 2002, ao lado de 37 pessoas, por fraude no vestibular para Medicina da Universidade Federal do Acre. Ferreira disse à PF que conhecia Jorge Nascimento Dutra, de 42 anos, líder das maiores fraudes em vestibulares, porque ele foi seu paciente.Ferreira é o 11.º a ser preso pela fraude no Acre. Dutra ainda está em liberdade.

Agencia Estado,

03 de agosto de 2004 | 20h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.