Defensoria pede que MEC reavalie data do novo Enem

Para DPU, prova em dia útil prejudica alunos que trabalham e 'podem enfrentar problemas com os seus empregadores'

Estadão.edu

26 Novembro 2010 | 16h12

A Defensoria Pública da União (DPU) no Rio de Janeiro encaminhou, nesta sexta-feira, um ofício ao Ministério da Educação (MEC), solicitando a reavaliação da data de reaplicação do Enem 2010.

 

A reaplicação do exame para os candidatos prejudicados, que realizaram a prova em salas cujos fiscais expressaram em ata as irregularidades ocorridas, foi agendada pelo MEC para 15 de dezembro, uma quarta-feira, o que, segundo nota divulgada pela DPU no Rio, "prejudica diversos alunos que trabalham e podem enfrentar problemas com os seus empregadores". Outro problema seria o fato de o trânsito ser mais pesado nas vias urbanas em dias úteis da semana, o que dificulta a locomoção dos candidatos, podendo implicar, inclusive, em perda da nova chance por conta de eventuais atrasos ocasionados por problemas de trânsito.

 

Além disso, a DPU argumenta que, em alguns estados haverá vestibulares na mesma data.No ofício, o defensor público federal André Ordacgy requer “a reavaliação quanto à data inicialmente designada para a reaplicação do ENEM 2010, se possível fixando-a em final de semana”.

 

Nesta semana, a DPU já havia manifestado intenção de entrar com ação civil pública contra o MEC, o Inep e os consórcios realizadores da prova, para pedir indenização a cada um dos candidatos que se sentiram lesados pelos problemas no Enem.

Mais conteúdo sobre:
Enem defensoria DPU Rio MEC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.