De cara (e cabeça) para o mundo

Publicitários selecionam estudante de 21 anos para cruzar 9 cidades do mundo em busca de tendências

Felipe Mortara , Especial para o Estadão.edu

29 Setembro 2010 | 18h18

Já imaginou passar 99 dias fazendo um mochilão e procurando tendências pelo mundo? Pois é isso o que propõe o projeto 99 Novas, da DM9DDB, uma das maiores agências de propaganda do País. A agência completou 21 anos em setembro e resolveu celebrar de maneira inusitada, selecionando um jovem que também tenha nascido em 1989 para viajar por 9 cidades caçando novidades e novas maneiras de ver o mundo.

 

“Tem tanta gente bacana no mundo. Com certeza tem um cara pronto, maduro e afim o suficiente de encarar isso. Vamos procurar essa pessoa especial que possa viver essa experiência. Essa viagem também vai ensinar muito para a gente”, explica Sergio Valente, presidente da DM9DDB.

 

O jovem andarilho vai passar por Londres, Nova York, Paris, Barcelona, Milão, Mumbai, Bangcoc, Xangai e Tóquio, com todas as despesas pagas. A única coisa que a DM9 obrigacao do estudante publique posts diários em um blog compartilhando informações que sejam consideradas tendências de cada lugar.

 

Ao final da viagem o blog será avaliado pelos idealizadores do projeto e se o resultado estiver dentro das expectativas da agência, poderá ser convidado a integrar o quadro de funcionários da DM9DDB em São Paulo.

 

As inscrições podem ser feitas pelo site do concurso até dia 21 de outubro. Para ser escolhido o candidato deverá cumprir algumas tarefas, além de falar inglês fluentemente e estar regularmente matriculado em um curso universitário no Brasil. Os 99 candidatos melhor classificados vão para uma nova etapa do processo, em que deverão criar um blog e mostrar intimidade com vídeos e redes sociais. Ao final serão realizadas entrevistas com funcionários da empresa.

 

Além de festejar a data, apurar novas tendências e marcar a vida de um jovem, a DM9DDB confessa que também vai se beneficiar com o projeto. “Toda ação tem um objetivo de criar boato, de ajudar agência a ser mais relevante e dar mais visibilidade”, confessa Valente, que não consegue conter o entusiasmo. “Bacana vai ser viver o dia a dia, as experiência e peripécias em tantos lugares do mundo”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.