Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Cursos curtos tratam de aspectos específicos da Gestão Cultural

Aulas atraem profissionais com pouco tempo em horário comercial; turmas se diversificam com alunos de outras cidades e Estados

Júlia Marques, O Estado de S. Paulo

30 Junho 2015 | 03h00

Cursos mais curtos na área de Gestão Cultural também atraem pessoas interessadas em se capacitar, mas com pouco tempo para dedicação. As aulas, mais densas, enfocam aspectos específicos do setor. No Cemec, escola voltada para a Gestão Cultural em São Paulo, são oferecidos cursos como Prática em Curadoria, Leis de Incentivo ao Audiovisual e Desenvolvimento de Séries para a TV. 

“Nos últimos dez anos, começaram a surgir diversas pós-graduações, mas muito ligadas ainda às universidades. Faltava um conteúdo mais voltado ao mercado”, explica a diretora-executiva do Cemec, Alice Coutinho. Segundo ela, o gestor cultural precisa ter ferramentas específicas para atuar em frentes variadas, como audiovisual, artes visuais e música. “As realidades são muito diferentes nessas cadeias e pouca gente tem essa formação.” 

Um dos destaques da escola é o curso de Inovação em Projetos Culturais. “Para o público que já trabalha na área, às vezes é preciso repensar a atuação. É um curso difícil. Mas as pessoas saem transformadas”, conta Alice. A oferta à noite e nos fins de semana também facilita a entrada de quem não tem muito tempo no horário comercial. 

Veterana do Cemec, a atriz e administradora Márcia Ohlson, de 39 anos, perdeu as contas de quantos cursos já fez na área. “Um vai puxando o outro.” Para levar à frente uma empresa na área de curadoria de conteúdo em São Paulo, ela se dedicou a aulas de curta duração sobre prestação de contas, captação de recursos e leis de incentivo. 

“Os cursos concentrados atraem muita gente de fora. Isso ajuda a conhecer empreendedores culturais até de outros Estados”, conta Márcia. Na empresa em que é sócia-diretora, o foco é a produção de oficinas, workshops e palestras. “Me identifico bastante com cultura e investi um tempo para me capacitar. Quero começar a desenvolver isso.”

Também com turmas no período noturno, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) oferece um curso de extensão em Gestão Cultural, voltado para a prática. “Os alunos terminam apresentando um projeto de uma ação ou intervenção cultural”, explica a coordenadora, Maria Amélia Corá. 

Segundo ela, o curso mais curto atrai profissionais com menos tempo e dinheiro para investir, mas que precisam de ferramentas para dar continuidade ao trabalho que já desenvolvem. Para o início do ano que vem, a ideia é transformá-lo em uma especialização.

SERVIÇO

Cemec

Gestão Cultural

Inscrição: Enquanto houver vaga

Início: 6/7 

Duração: 12 horas

Preço: R$ 624

PUC-SP

Gestão cultural

Inscrição: Até 15/7

Início: 24/8 

Duração: 60 horas

Preço: R$ 1.920

Mais conteúdo sobre:
Gestão Cultural

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.