Cristovam vai à Câmara pedir apoio para seus programas

O ministro da Educação, Cristovam Buarque, deve se reunir hoje, no Núcleo de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia da Bancada do PT da Câmara dos Deputados, com 15 parlamentares que representam o governo na Comissão de Educação, para explicar as prioridades do ministério nos próximos quatro anos. Cristovam quer o empenho da bancada da Educação do PT para agilizar a tramitação de projetos de lei e emendas constitucionais que estão sendo elaborados no ministério para serem enviados ao Congresso ainda neste ano.Entre as principais ações do MEC, que dependem de aprovação de novas leis, destaca-se o Programa Brasil Alfabetizado, que tem como objetivo beneficiar 20 milhões de brasileiros no período de quatro anos e mobilizar cem mil alfabetizadores. O ministro vai apresentar, também, outros projetos como a construção da Escola Ideal, a emergência das universidades públicas e alterações no Programa de Financiamento Estudantil (Fies). A criação do Fundo Nacional da Educação Básica (Fundeb), em substituição ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundef), depende de emenda constitucional. As informações são da Agência Brasil.

Agencia Estado,

03 de abril de 2003 | 14h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.