Cristovam autografa livro na Bienal do Rio

O ministro da Educação, Cristovam Buarque, autografa nesta sexta-feira, a partir das 19h30, a segunda edição do livro A Segunda Abolição no estande da Editora Paz e Terra, na Bienal do Livro, no Rio. A publicação, lançada em agosto do ano passado, é uma proposta para o combate e erradicação da pobreza por meio de programas de incentivos sociais que garantam bens e serviços essenciais à população carente. A Segunda Abolição fundamentou parte das propostas sociais do PT e do programa de governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.O ministro levanta no livro itens que deve ser assegurados aos excluídos para que se combata a miséria com eficiência, tais como alimentação de qualidade três vezes por dia, acesso à educação para todos os jovens e crianças e garantia de atendimento médico. Além de moradia, com água tratada, coleta de lixo e esgoto e transporte público eficiente.O livro detalha os programas e o custo de cada projeto. No Brasil, segundo o ministro descreve na obra, seriam necessários R$ 40 bilhões por ano, o que significa 10% da receita anual do setor público brasileiro. O ministro defende, assim, uma outra distribuição dos recursos durante a elaboração do Orçamento da União.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.