Criança Esperança vai combater violência escolar

O Projeto Criança Esperança vai começar a gerar recursos também para atender adolecentes e para o combate à violência nas escolas. Esta ampliação das ações é fruto da nova parceria do programa com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que atuará ao lado do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O Criança Esperança está completando 19 anos e inspirou iniciativas semelhantes em países como Argentina, Equador e Colômbia.Atualmente o programa é o maior financiador privado da Pastoral da Criança. Desde que foi criado, em 1986, o Criança Esperança arrecadou mais de R$ 130 milhões, apoiou cerca de 4.800 projetos, beneficiando mais de 2,7 milhões de crianças brasileiras. A Unesco passará a administrar a aplicação dos recursos arrecadados pela campanha da TV Globo e apoiará os futuros projetos ligados a educação, juventude e cultura de paz.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2004 | 15h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.