Cresce nº de alunos paulistas que sabem menos que o básico em matemática

Dados do Saresp mostram que 58,4% dos estudantes do ensino médio estão nessa situação

Mariana Mandelli, O Estado de S. Paulo

07 Março 2012 | 17h46

A porcentagem de alunos do 3.º ano do ensino médio no Estado de São Paulo que sabe menos do que o básico em matemática cresceu de 57,7% para 58,4%. Em português, por outro lado, caiu de 37,9% para 37,5%.

 

Os dados foram extraídos do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), cujas informações preliminares foram divulgadas nesta quarta-feira, 7.

 

Em matemática, a média dos alunos em 2011 cresceu 0,5 ponto e chegou a 269,7. Em português, o desempenho manteve-se estável e a pontuação foi 265,7.

 

"O resultado do ensino médio ainda não é satisfatório", admitiu o secretário adjunto de Educação do Estado, João Cardoso Palma Filho. Segundo ele, a etapa final da educação básica é uma "grande preocupação" da pasta, que deseja tornar a escola mais atraente por meio de medidas como a capacitação de professores e a revisão do material didático.

 

A secretaria espera que nos próximos anos o 9.º ano do ensino fundamental e o 3.º ano do médio sejam impactados pela melhora do desempenho do ciclo 1 do fundamental. "O resultado tem sido positivo. Estamos relativamente tranquilos", disse Palma Filho em relação às notas dos estudantes do 5.º ano, que passaram de 204,6 para 209,0 em matemática e de 190,4 para 195,0 em português.

Mais conteúdo sobre:
Saresp ensino médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.