Correspondentes de guerra debatem jornalismo no Itaú

Além de testemunhar o conflito, Sérgio Dávila, correspondente da Folha de S. Paulos em Bagdá, e o português Carlos Fino, repórter da RTP, viram de perto a maneira como se construiui a imagem que o mundo viu da guerra no Iraque. É principalmente sobre isso que eles vão falar no debate que o Itaú Cultural recebe amanhã, a partir das 10 horas, na sua sede paulista, e que pode ser acompanhado ao vivo. Também discutirão a cobertura de guerra o diretor do jornal Valor, Carlos Eduardo Lins da Silva, e Moisés Rabinovici, jornalista que, em 37 anos de atuação no Grupo Estado, cobriu conflitos no Oriente Médio, na América Central, no Leste Europeu e na África.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.