Convênio amplia transporte para alunos com autismo e deficiência em SP

Secretaria da Educação pretende atender 1,8 mil crianças até o fim de 2012

Estadão.edu

04 Agosto 2011 | 11h36

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo assinou convênio com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) que prevê a ampliação do serviço de transporte de alunos com autismo e deficiência locomotora matriculados em escolas estaduais na capital e na Grande São Paulo. A iniciativa representa um investimento de R$ 25 milhões e atenderá a estudantes assistidos pela Associação de Amigos do Autista (AMA) e pela Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), além dos que cursam o ensino regular.

 

Hoje o serviço conta com uma frota de 65 veículos, dos quais 39 adaptados, e atende a 415 usuários, entre alunos e acompanhantes. A ampliação será gradual. Já neste mês de agosto, o serviço deverá contar com 106 veículos, sendo 83 adaptados, com capacidade total de 995 vagas. Ao final do primeiro semestre de 2012, a previsão é chegar a 184 vans e micro-ônibus para o atendimento a até 1,8 mil passageiros.

 

As novas vagas serão preenchidas prioritariamente por alunos indicados pelas Diretorias de Ensino. As escolas ou instituições devem encaminhar à respectiva Diretoria de Ensino a solicitação para o transporte destinado a esses estudantes.

 

O Serviço Especial Conveniado (Ligado) realiza deslocamentos expressos do tipo “porta a porta”. Crianças e adolescentes com deficiência mental, física ou mobilidade reduzida severa são transportados gratuitamente de suas casas até as escolas da rede estadual de ensino e a instituições como a AACD e a AMA, na Grande São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Acessibilidade São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.