Continue a nadar
Conteúdo Patrocinado

Continue a nadar

Na medida do possível, é importante não abandonar a rotina de estudos

Eduardo Geraque, Media Lab Estadão
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

15 de junho de 2020 | 15h12

Na vida do estudante, o ano do vestibular é recheado de dúvidas. Para quem passa por isso em 2020, sobram ainda mais perguntas e as pressões emocionais e psicológicas são acentuadas. A pandemia do novo coronavírus está na base das incertezas (e no realce das desigualdades, porque as mudanças não afetam todos os estudantes da mesma maneira).

Uma das preocupações é o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova é porta de entrada para mais de 200 mil vagas no ensino superior e foi adiada, mas até o fechamento deste caderno a data ainda não tinha sido definida. O prazo maior é necessário, mas a indefinição não ajuda, porque este é o exame que determina os próximos passos de milhões de estudantes. E há mais coisas: os vestibulares de 2021 também serão adiados? As aulas presenciais vão voltar no segundo semestre?

Não há respostas conclusivas. O jeito é manter a calma, cuidar do corpo e da cabeça e continuar a estudar – de preferência, nos mesmos horários de antes da quarentena. Veja outros comentários de especialistas ouvidos pelo Estado.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Embora existam incertezas quanto às datas dos vestibulares e do Enem, em algum momento eles irão ocorrer. Nossa recomendação é que os alunos continuem a assistir a todas as aulas que neste momento são remotas, a tirar dúvidas nos plantões e a fazer tarefas diárias. É importante colocar energia sobre o que é possível controlar. Para o bom preparo e a tranquilidade psicológica, as palavras de ordem são: mantenha a rotina de estudos e faça bem feito o que depende apenas de você
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Alfredo Terra Neto, Oriental Educacional do curso pré-vestibular Oficina do Estudante

 

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Entre nossos alunos, apenas 5% não estão conseguindo se adaptar [às aulas remotas]. Uma parcela considerável prefere a situação a distância, principalmente quem perdia muito tempo nos deslocamentos diários. Vestibular é algo que depende muito do esforço próprio. É um momento de superação. O foco total deve continuar sendo os exames.  (...) Tudo parou de repente. Mas a volta será muito mais complexa porque existirão todos os protocolos de segurança. Não sabemos quando nem como será o retorno
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Marcelo Fonseca, Coordenador-geral do Grupo Etapa

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
É crucial equilibrar os estudos com a saúde mental. Há alunos que gostam de fazer ioga, e até temos aulas sobre isso, mas outros preferem técnicas de relaxamento ou assistir a séries. O autoconhecimento e o apoio da família são importantes para a escolha da melhor forma de relaxar e de ter momentos de descontração. Assim, na volta aos estudos, vão subir a concentração e o rendimento
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Rodrigo Fulgêncio, Diretor de Unidades Escolares do Poliedro

Ponto a ponto para estudar online

1. Escolha um local de estudo organizado e limpo, com fácil acesso aos materiais.  2. Procure estudar em uma bancada apropriada. Evite cama, chão, sofá. 3. Afaste distrações (desligue a televisão e as notificações do celular e de aplicativos do computador).

4. Tome nota do conteúdo como se estivesse em sala de aula.

5. Fique atento e faça todos os exercícios propostos.

6. Estabeleça horários para tudo, como os que você tem quando as atividades presenciais estão liberadas: acordar, tomar café da manhã, assistir a aulas, fazer intervalo com lanche e pegar um pouco de sol, almoçar, estudar, descansar.  7. Em casa, é importante que todos conheçam e respeitem os horários de estudo, evitando barulhos e interrupções e, assim, contribuindo para a produtividade.

Fonte: Poliedro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.