Conselho da USP aprova criação de dois novos cursos de graduação

Em reunião nesta terça-feira, o C.O. também decidiu pela criação de duas novas unidades na instituição

Mariana Mandelli, O Estado de S. Paulo

14 Dezembro 2010 | 17h11

O Conselho Universitário da USP aprovou nesta terça-feira, 14, a criação de dois novos cursos de graduação, que já serão ofertados no próximo vestibular da Fuvest. Juntos, os bacharelados em Ciências Biomédicas e em Saúde Pública terão 80 vagas por ano. Na reunião do conselho, a última deste ano, também foi deliberada a criação de duas novas unidades, para dar mais autonomia aos cursos de Relações Internacionais, na Cidade Universitária, e Arquitetura em São Carlos.

 

Com aulas em período integral e duração de oito semestres, o novo curso de Ciências Biomédicas, baseado no Instituto de Ciências Biomédicas, na Cidade Universitária, terá 40 vagas. O objetivo do bacharelado será preparar profissionais para atuar nas áreas de biofísica, imunologia, microbiologia, parasitologia, fisiologia, biologia molecular, histologia humana, bioquímica e embriologia.

 

O futuro bacharelado em Saúde Pública, sediado na Faculdade de Saúde Pública, em Pinheiros, também oferecerá 40 vagas. As aulas, durante oito semestres, serão realizadas no período vespertino. O profissional formado nesse curso poderá atuar no âmbito da atenção à saúde, gestão de sistemas e serviços de saúde, gestão ambiental e desenvolvimento sustentável.

 

Na mesma sessão, o conselho aprovou a transformação do Instituto de Relações Internacionais, criado em 2004, em unidade de ensino e pesquisa, o que lhe garantirá maior autonomia no desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão.

 

Já o curso de Arquitetura em São Carlos agora será baseado em uma nova unidade de ensino e pesquisa, o Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos. O instituto irá abrigar o curso de Arquitetura e Urbanismo, criado em 1985 e até então vinculado à Escola de Engenharia de São Carlos. O objetivo, segundo a pró-reitora de Graduação, Telma Zorn, é ampliar a área de humanidades em São Carlos.

 

Com as mudanças, a universidade passa a ter 42 unidades.

 

Outra deliberação do conselho foi a incorporação do Departamento de Música de Ribeirão Preto, antes vinculado à Escola de Comunicações e Artes (ECA), à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCLRP), localizada naquele câmpus. O curso de Música foi implantado em Ribeirão Preto a partir de 2002 como extensão do departamento da ECA.

 

Novos cursos

 

Segundo a USP, a criação dos novos cursos não vai de encontro às diretrizes aprovadas em reunião do C.O. em setembro, que destacou a "necessidade" de "avaliar a situação atual da graduação da USP". O texto destacava a grande expansão da universidade - na última década, houve aumento de 40% das vagas, com a criação de 85 cursos.

 

"Em nenhum momento nós afirmamos que a universidade deveria ficar imobilizada. Esses cursos estão sendo criados de acordo com critérios de qualidade estabelecidos previamente", disse a professora Telma. Ela adiantou que, no início do próximo ano, está previsto o debate sobre a adesão da USP ao Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), realizado pelo MEC. E, em 2012, a meta do C.O. é debater mudanças no vestibular da Fuvest.

 

Vestibular

 

Questionada sobre os cursos da USP que tiveram as menores notas de corte no vestibular da Fuvest deste ano, como Ciências da Atividade Física e Ciências da Natureza, na USP Leste, e Matemática Aplicada e Pedagogia em Ribeirão Preto, a pró-reitora disse que as unidades devem "refletir profundamente" sobre os dados. Para avançarem à próxima fase do processo seletivo, os candidatos desses cursos precisam ter acertado somente 22 das 89 questões da primeira etapa - uma questão foi anulada.

 

"A coordenação da Fuvest nos informou que a queda na nota de corte atingiu a todos os cursos e, no caso dessas graduações, está dentro do esperado", afirmou Telma. "Não dá para fechar um curso do nada, mas é necessário refletir sobre as demandas da sociedade."

 

Atualizada às 13h17 do dia 15/12

Mais conteúdo sobre:
USPGraduaçãoEnsino Superior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.