Comportamento pode barrar candidato em processo seletivo

Gabrielli Franchi, consultora da Catho Online, fala da importância de conhecer personalidade

Márcia Rodrigues, de O Estado de S. Paulo,

12 Maio 2012 | 18h11

Para a consultora de recursos humanos da Catho Online, Gabrielli Franchi, a avaliação do comportamento do profissional é extremamente importante, pois é o que define como será a relação desse funcionário com os colegas de trabalho e superiores.

 

Qual a importância dos testes no processo seletivo?

 

Os testes aplicados nos processos seletivos são ótimas ferramentas para levantar conhecimentos técnicos pertinentes as atividades a serem desenvolvidas na área, além de avaliar com mais precisão aspectos comportamentais do candidato (no caso de testes psicológicos ou comportamentais).

 

Se o candidato for muito bom tecnicamente, pode ser reprovado se o teste comportamental acusar uma personalidade difícil, por exemplo?

 

A questão comportamental ou de personalidade é extremamente importante no processo seletivo, pois é o que define como será a relação desse funcionário com os colegas de trabalho e superiores. Caso o profissional tenha experiência na área, mas apresente dificuldade para trabalhar em equipe, por exemplo, pode acabar não sendo contratado. No entanto, vale destacar, que tudo vai depender das necessidades do cargo e de qual fator é mais relevante para a empresa naquele momento.

 

Há testes específicos para cada ramo e cargo de atuação?

 

O teste deve abranger o conhecimento necessário para a atividade a ser desenvolvida. Sendo assim, a avaliação aplicada para um cargo da área de informática, por exemplo, com certeza será diferente da utilizada para a área de comunicação, e assim por diante.

 

Quanto tempo dura em média um teste comportamental?

 

Varia muito. Hoje, existem diversas opções, como testes de personalidade, lógica, quociente de inteligência (QI), e até mesmo modalidades que são realizadas pela internet, o que agiliza bastante o processo seletivo e a aplicação dos testes.

Mais conteúdo sobre:
Carreira Recursos Humanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.