Comissão de Educação da Alesp aprova emendas ao orçamento

Foram aprovados R$ 280 milhões para a manutenção da rede de ensino médio e R$ 100 milhões para o Iamspe

Central de Notícias,

13 Novembro 2009 | 11h19

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) retomou nesta última quinta-feira, 12, a votação das emendas parlamentares ao Orçamento 2010 que serão apresentadas em seu nome. O deputado Milton Flávio (PSDB) se absteve de votar as emendas chamadas pontuais, referentes à construção de creches, escolas e salas de aulas, por considerá-las inconstitucionais. Anteriormente, a comissão já havia aprovado a destinação de R$ 280 milhões para a manutenção da rede de ensino médio e R$ 100 milhões para o Iamspe. Participaram da reunião a deputada Maria Lúcia Prandi (PT), presidente da comissão, Roberto Felício (PT), Milton Flávio (PSDB) e João Barbosa (DEM).   Foram aprovados R$ 1,5 milhão para a construção de uma escola de ensino fundamental e médio no município de Monte Alto; R$ 50 milhões para a manutenção e reforma de prédios escolares; R$ 280 milhões para a ampliação da rede de ensino médio; R$ 60 milhões para a expansão do ensino superior; R$ 3 milhões para a manutenção do ensino público técnico e tecnológico (Centro Paula Souza); R$ 10 milhões para a formação continuada de educadores; R$ 226,2 mil para reajuste dos professores aposentados (ensino fundamental e médio); R$ 150 mil para a construção de creche no bairro Bela Vista, Jardim Mandacaru e Estância Dórigo, em Adamantina; R$ 1 milhão para a construção de escola municipal de educação infantil em Araçatuba; R$ 200 mil para a Faculdade de Tecnologia de Birigui; R$ 900 mil para a construção de escola de ensino fundamental no bairro Ribeirão da Várzea, em Itapirapuã Paulista; R$ 300 mil para a construção de três salas de aula e um auditório em Piacatu; e R$ 500 mil para a construção de creche em Saltinho. (Fonte: Alesp)

Mais conteúdo sobre:
Alesp orçamento Sao Paulo 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.