Dida Sampaio /Estadão
Dida Sampaio /Estadão

Comissão convoca Weintraub por fala sobre 'plantações de maconha' em universidades federais

Fala do ministro criou forte reação de reitores e entidades científicas; convocação foi pedida por parlamentares da oposição

Gregory Prudenciano, O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2019 | 18h23

SÃO PAULO - A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 4, a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para esclarecer declarações de que há em universidades federais "extensas plantações de maconha" e "laboratórios de desenvolvimento de droga sintética". A fala levou a uma forte reação dos reitores e das entidades científicas. 

Ao site Jornal da Cidade, o ministro ainda disse que as instituições são "madrassas de doutrinação", em referência às escolas islâmicas. Desde que assumiu o cargo no MEC em abril, Weintraub protagoniza uma série de polêmicas com professores e alunos. Além de sucessivas acusações sobre “balbúrdia” e “doutrinação” nas faculdades, ele tem apontado suposto excesso de gastos nas instituições e foi alvo de protestos após bloquear verbas – o dinheiro só foi liberado meses depois. 

A convocação foi requerida por deputados do PT, PSB, Podemos e PSOL. O depoimento está marcado para 10 horas da próxima quarta-feira, 11. O comparecimento do ministro é obrigatório, podendo responder por crime de responsabilidade caso falte e não apresente justificativa.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.