Comissão aprova uso do FGTS para pagar escola

A Comissão de Educação do Senado aprovou hoje projeto de lei do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) que permite o uso de recursos do FGTS no pagamento da mensalidade escolar do trabalhador e dos filhos. Os senadores petistas Ideli Salvatti (SC), Fátima Cleide (RO) e Eurípedes Camargo (DF) votaram contra a proposta. Segundo eles, o certo é investir mais na educação pública.Antes de seguir para a Câmara, o projeto terá ainda que ser aprovado pelo plenário do Senado. Os senadores que votaram a favor da proposta endossaram os argumentos de Azeredo. Segundo o parlamentar mineiro, da mesma forma que o trabalhador pode usar os recursos da FGTS para comprar ações de empresas privatizadas, pode também utilizá-lo na educação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.