Comissão aprova projeto que dá 14º a bons professores

Terão direito os docentes da educação básica e pública que elevarem o Ideb em 50%

ROSA COSTA, Agência Estado

08 Junho 2010 | 13h14

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) aprovou hoje projeto de iniciativa do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que concede o 14º salário aos professores da educação básica, lotados em escolas públicas, que elevarem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) ou outro indicador em 50% ou que obtiverem o respectivo índice mínimo de 6.

A pedido da Associação Nacional dos Municípios, o senador César Borges (PR-BA) pediu vista da proposta, alegando que ela teria que ser "aprimorada" para evitar um novo encargo que os municípios não terão condições de assumir. Mas mudou de ideia, quando foi convencido por Cristovam que em princípio poucas escolas vão atingir o IDEB, que é uma avaliação do governo federal, e que o retorno da proposta será importante para o País. "Hoje vamos aprovar a liberação de R$ 30 milhões para financiar a Petrobras no programa pré-sal, porque isso dará retorno. E eu pergunto aqui se não há retorno maior ao País se não a melhoria na educação", indagou Cristovam. O texto já foi aprovado na Comissão de Educação e ainda será examinado, em caráter terminativo, na Comissão de Assuntos Sociais, para ser encaminhado à Câmara.

Cristovam lembrou que tentou implantar proposta semelhante no Distrito Federal, quando foi governador, mas os sindicatos foram contra, porque os professores vão cobrar presença dos colegas faltosos para que a escola atinja a avaliação ideal e o profissional seja recompensado.

Mais conteúdo sobre:
educação professores salário Senado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.