Com número recorde de inscritos, Enem ainda não tem contrato

Mais de 4,6 milhões de estudantes se inscreveram para participar; contrato com empresas deve ser assinado em 20 dias

Paulo Saldaña, Estadão.edu e Agência Brasil

09 Agosto 2010 | 12h33

A três meses da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 - que será o maior já ocorrido, com 4,6 milhões de inscritos - o contrato com as empresas que organizarão a prova ainda não foi assinado. Sem o acordo formal, Cespe/UnB e Fundação Cesgranrio - que aplicarão o exame - não podem iniciar nenhuma atividade, como a contratação de fiscais e examinadores. A gráfica também permanece em processo de licitação.

 

 

Exatamente 4.611.441 candidatos são esperados para fazer as provas nos dias 6 e 7 de novembro. Mesmo sem contrato, o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Joaquim Soares Neto, garante: tudo está de acordo com o cronograma. Soares Neto ainda não tem data fechada para a assinatura do contrato, mas estima que ela ocorra até o dia 20 deste mês - a exatos 76 dias do exame.

 

 

Em 2009, o curto tempo de planejamento e execução do Enem foi apontado como um dos percalços que desembocaram no vazamento da prova - depois que o Estado alertou o Ministério da Educação (MEC), o exame foi adiado. Prova disso é que a Cesgranrio, que sempre organizou o Enem, desistiu de participar da licitação por considerar que não haveria mais "tempo hábil". A saída da Cesgranrio do processo ocorreu 77 dias antes da data marcada para o exame.

 

 

De acordo com Soares Neto, só restam detalhes em relação ao orçamento do contrato. "Digo com toda tranquilidade que tudo está dentro do prazo, no tempo necessário para um processo seguro e sem atropelo", afirma Soares Neto, na tentiva de tranquilizar os inscritos. A insegurança dos estudantes em relação ao Enem se intensificou depois que dados pessoas de 12 milhões de inscritos nas últimas três edicões ficaram em links abertos na internet - como adiantou o Estado.

 

 

O estado com mais candidatos inscritos é São Paulo:  827.818. Em seguida vêm Minas Gerais (538 mil), a Bahia (428 mil), o Rio de Janeiro (314 mil), Rio Grande do Sul (295 mil),  Paraná (228,4 mil), Pernambuco (228 mil) e o Ceará (208 mil). O Sudeste e o Nordeste concentram quase 70% dos participantes.

 

 

Segundo os dados do Ministério da Educação (MEC), a faixa etária dos participantes é variada. Cerca de 70 mil têm menos de 16 anos e mais de 1 milhão têm entre 16 e 17 anos. Pouco mais de meio milhão têm 18 anos, 394 mil têm 19 anos e 304 mil têm 20 anos. Os candidatos entre 21 e 30 anos somam 1,5 milhão e os maiores de 30 são 691 mil.

 

 

A maioria dos candidatos - cerca de 2, 7 milhões -  já concluiu o ensino médio em anos anteriores. Outros 1,3 milhão estão atualmente cursando o último ano da etapa  – desses, 1,1 milhão são de escola pública. Pouco mais de 500 mil só concluirão a etapa depois de 2010 e participam do Enem como treineiros.

 

 

No ano passado, em que a prova vazou e o exame foi adiado - depois de o MEC ser avisado pelo Estado -, o número de inscritos foi 4,1 milhões de estudantes. Este era o recorde anterior, quando a prova passou a ser utilizada nos processos seletivos das universidades federais.

Mais conteúdo sobre:
Enem vazamento MEC Inep

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.