Com apoio, Colégio de São Bento não será fechado

O tradicional Colégio de São Bento não vai mais fechar. A instituição divulgou comunicado na segunda-feira no qual explica que a sociedade civil, empresas e órgãos governamentais deram o apoio necessário para superar as dificuldades financeiras. O colégio - que completou seu primeiro centenário neste ano - anunciara em setembro que fecharia a partir de 2004, porque as mensalidades pagas pelos alunos não cobriam mais todos os gastos.De acordo com o reitor do São Bento, dom Hildebrando Brito de Miranda, o anúncio do fechamento provocou mobilização de vários setores da sociedade. A instituição acabou recebendo apoio financeiro de grupos corporativos que, segundo ele, se preocupam com a história da cidade."Vão nos oferecer um fôlego financeiro para que possamos fazer, em um plano qüinqüenal, toda uma reestruturação do colégio", disse. Como forma de ajudar, a Prefeitura prometeu facilitar o acesso pelo Largo de São Bento.ReformulaçãoA idéia é reformular o São Bento para que, em cinco anos, a instituição volte a se sustentar sozinha. Além da melhoria no sistema educacional, serão oferecidos cursos de atualização e capacitação para executivos, por exemplo."Queremos transformar todo o espaço do mosteiro em um ponto de referência para São Paulo", disse o reitor. "Dentro desse processo todo, há uma preocupação grande com a revitalização do centro."Segundo o reitor, os pais foram avisados de que o colégio não fecharia mais por meio de uma circular distribuída na sexta-feira. A instituição espera agora pelo retorno de boa parte dos estudantes cujas famílias procuraram outras escolas. "Muitos alunos gostariam de continuar no colégio."

Agencia Estado,

21 de outubro de 2003 | 13h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.