Reuters
Reuters

Chile aprova mudança de horários de aulas para alunos assistirem à Copa

Governo chileno quer evitar que estudantes faltem às aulas durante as partidas do Chile no mundial

Efe

23 Abril 2010 | 09h21

A Câmara dos Deputados do Chile aprovou nesta quinta-feira, 22, um acordo para pedir ao Ministério da Educação a flexibilização dos horários de aula durante a próxima Copa do Mundo, para que os estudantes possam assistir aos jogos da seleção chilena.

 

A iniciativa, proposta pelo deputado socialista Fidel Espinoza, foi aprovada com 58 votos a favor, enquanto 13 parlamentares se pronunciaram contra. Segundo Espinoza, a ideia é evitar que os alunos faltem às aulas durante as partidas do Chile na Copa.

 

Na primeira fase do torneio, o time comandado pelo técnico argentino Marcelo Bielsa está no Grupo H e estreia diante de Honduras no dia 16 de junho quando será 7h30 no Chile. O jogo seguinte, contra a Suíça, será às 10h do dia 21 de junho e o terceiro, contra a Espanha, às 14h30, em 25 de junho.

 

A iniciativa prevê que no primeiro jogo se adie o início das aulas para que as crianças assistam ao evento em suas casas e, nos outros dois, que se faça um intervalo para que os alunos vejam as partidas em suas salas de aula.

 

Nesta quarta-feira, o ministro da Educação, Joaquín Lavín, se manifestou a favor da iniciativa, embora o Ministério ainda não tenha se pronunciado oficialmente.

 

Lavín disse que espera que os colégios "apliquem um bom critério" para que todos possam aproveitar o futebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.