Centro terá currículo dividido em quatro ciclos

O Centro Avançado de Tecnologias Sociais Ayrton Senna vai ser lançado em março de 2004 e, até lá, muita coisa ainda precisa ser definida, segundo Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna. Mas já está claro que os alunos poderão cursar quatro ciclos distintos, aprofundando-se na medida de seu interesse e de sua necessidade: o ciclo de conhecimentos básicos, o de conhecimentos especializados (em cada uma das vias de desenvolvimento de crianças e jovens), o ciclo de construção e certificação de competências e o ciclo de credenciamento institucional, todos com certificado.Os cursos terão duração de seis a 12 meses, de acordo com o conteúdo e ciclo, sendo que até 60% das aulas serão dadas a distância e pelo menos 40% serão presenciais. Os alunos pagarão mensalidades ? os valores não estão definidos -, e haverá um sistema de bolsas. Para estudar no centro, será preciso passar por uma avaliação, assim como será exigida formação mínima, sempre dependendo do curso pleiteado. Para alguns, será necessário ter graduação completa, e para outros bastará o ensino médio.Os professores serão os que já atuam nas áreas de ?disseminação? dos próprios programas do instituto. Viviane ainda não arrisca prever o número de alunos para o primeiro ano nem tem previsão do investimento que terá de fazer nele. Mas sabe que o Centro vai estar operando a partir de março. leia também País terá centro avançado de tecnologias sociais Combate à desigualdade em larga escala

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.