Cartão informa local errado do Enem a 1.120 candidatos do Rio

Problema também ocorreu em outras 7 cidades; segundo o MEC, 4,5 mil foram afetados em todo o País

Bruno Boghossian / RIO, O Estado de S. Paulo

19 Outubro 2011 | 17h26

RIO - Cartões de confirmação de 1.120 candidatos do Enem foram entregues com erros no endereço do local de prova. Os organizadores do concurso afirmaram que já entraram em contato por telefone com todos os estudantes para corrigir a informação.

 

O documento enviado aos candidatos pelo correio indicava que deveriam fazer a prova no câmpus da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), no número 296 da Avenida Pasteur, na Urca, zona sul da capital fluminense - onde funcionam a reitoria e os cursos de Nutrição e Enfermagem. O único prédio da instituição que receberá o exame, no entanto, será o edifício 436, que abriga as faculdades de Música, Artes Cênicas e Letras.

 

A distância entre os dois prédios é de apenas 160 metros. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais (Inep), órgão do MEC responsável pelo Enem, informou que um fiscal estará no prédio do número 296 nos dias de prova para orientar os candidatos a procurar o local correto.

 

O Ministério Público Federal recomendou que o Inep divulgue amplamente o endereço correto do local de prova antes da aplicação do Enem e pediu que o órgão tome medidas para orientar os candidatos no dia do exame.

 

Segundo o Inep, o erro de digitação do endereço foi constatado por seus funcionários, que tomaram a iniciativa de entrar em contato com os estudantes inscritos. Um dos coordenadores do Enem visitou o prédio e constatou que o edifício 296 não era adequado para receber os candidatos do exame. Os telefonemas aos 1.120 inscritos foram feitos por funcionários da Cesgranrio, integrante do consórcio realizador da prova.

 

O cartão de confirmação entregue pelo correio ao estudante Bill Junior, de 18 anos, tinha o endereço errado do local de prova. Na semana passada, ele recebeu o telefonema da Cesgranrio para corrigir a informação. “Não é um erro que pode ser percebido facilmente, então só percebi a falha quando me telefonaram”, contou o candidato. “Se conseguirem entrar em contato com todos os inscritos, não deve haver problema.”

 

De acordo com a UniRio, o Enem nunca foi realizado no prédio 296, pois o espaço não é adequado para a aplicação de provas. Entre 2005 e 2008, o edifício 436 foi usado pelo exame.

Mais conteúdo sobre:
EnemEnem 2011Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.