Capes discute inclusão social como critério de avaliação

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) adotará indicadores como o papel social da pós-graduação, e instrumentos de inclusão social, para a avaliação dos cursos de pós-graduação. O instrumento de coleta de dados dos cursos e a ficha de avaliação também serão modificados, para facilitar o trabalho dos avaliadores.As mudanças foram anunciadas no painel O Futuro da Avaliação: a pós-graduação em 2016, que faz parte do seminário Avaliar para Avançar, realizado na manhã da quinta-feira, 9, no Centro de Convenções do Naoum Plaza Hotel. Mais de 300 pesquisadores de todo o País estão reunidos para discutir o futuro da avaliação dos cursos de pós-graduação.Reinaldo Guimarães, expositor do evento e vice-presidente de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico da Fundação Oswaldo Cruz, propôs também um olhar externo ao meio acadêmico para a avaliação dos cursos. ?Acredito que a voz de um movimento social ou de um empresário possa ser muito proveitosa para a avaliação da pós-graduação?, sugeriu.

Agencia Estado,

10 de novembro de 2006 | 15h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.