Capes aprova curso de pós-graduação do Amapá

O Conselho Técnico-Científico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aprovou o Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical (Ppgbio). Trata-se do primeiro programa de pós-graduação completo, com mestrado e doutorado, do Estado do Amapá, numa proposta de parceria entre uma universidade pública, uma organização não-governamental ambiental e dois institutos de pesquisas. O curso será ministrado na Universidade Federal do Amapá (Unifap). O Ppgbio é uma proposta conjunta da instituição, do Instituto Estadual de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (IEPA), da Embrapa-Amapá e da ONG Conservação Internacional (CI-Brasil). A elaboração do projeto contou com apoio técnico da Capes durante e envolveu quase um ano de trabalho intenso de profissionais de várias áreas do conhecimento. As atividades do Ppgbio iniciam-se oficialmente em agosto, com os editais anunciando a abertura de 20 vagas de mestrado e 10 de doutorado ainda para 2006.

Agencia Estado,

17 de julho de 2006 | 15h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.