Geraldo Magela/Agência Senado
Geraldo Magela/Agência Senado

Capes adia concessão de bolsas internacionais por causa da pandemia do coronavírus

Órgão adiou bolsas de estudo para o ano que vem, sob o argumento de que universidades estrangeiras não têm como receber novos alunos neste momento

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2020 | 11h54

A pandemia do novo coronavírus fez a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) adiar 72 bolsas de estudos aprovadas este ano para 2021. Essas bolsas enviariam estudantes para 21 países.

Segundo a assessoria da entidade, que é vinculada ao Ministério da Educação (MEC), as universidades estrangeiras não têm como receber novos alunos neste momento de pandemia.

A Capes afirma que, dos 3,3 mil bolsistas no exterior, 612 voltaram ao Brasil com o apoio da instituição, por causa da pandemia de covid-19. Os demais seguem nos países com aulas presenciais ou remotas. Segundo a Capes, os processos seletivos para concessão de novas bolsas não foram interrompidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.