Candidatos do Enem são desclassificados por acessar redes sociais

Oito estudantes foram expulsos dos locais de prova; segundo o Inep, houve incidentes 'menos graves' em São Paulo, Rio e Salvador

Estadão.edu, com Agência Brasil

22 Outubro 2011 | 17h36

Oito candidatos do Enem foram retirados de sala e desclassificados após serem flagrados por fiscais utilizando o celular. Segundo o Inep, os estudantes estavam acessando o Twitter via telefone. Alguns chegaram a tirar foto do caderno de questões.

Foram excluídos do Enem candidatos em Arari (MA), Foz do Iguaçu (PR), Guaíba (RS), Itararé (SP), Rio de Janeiro (RJ), Sananduva (RS), Santarém (PA) e Santo André (SP).

Pelo edital do exame, o uso de qualquer aparelho eletrônico é proibido e os equipamentos devem ser desligados e entregues aos aplicadores antes do início da prova.

No ano passado, estudantes postaram no Twitter, durante a prova, que conseguiram colar de outros candidatos. O MEC também usou a rede social para criticar "alunos que 'dançaram'" no Enem. Depois, o ministério se retratou.

O Inep também informou, em nota, que até o momento houve ocorrências "menos graves" em três capitais: Salvador, Rio e São Paulo. Nessas cidades, houve tumulto antes do início da prova, principalmente por conta de candidatos que chegaram atrasados.

Mais conteúdo sobre:
EnemEnem 2011

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.