Candidato é assaltado, fica sem documentos e perde prova em Bauru

Candidato é assaltado, fica sem documentos e perde prova em Bauru

Fiscais exigiram boletim de ocorrência para autorizar acesso ao local de prova, mas estudante não conseguiu documento a tempo

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2017 | 19h01

SOROCABA – O candidato Nicolas Azevedo, de 18 anos, foi assaltado quando seguia para o local de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o criminoso levou sua carteira com os documentos. Ele ainda seguiu até o prédio e conseguiu entrar, mas foi impedido de fazer a prova por estar sem a documentação. Os fiscais exigiram que ele comprovasse o assalto através de boletim de ocorrência, mas o estudante não conseguiu o documento a tempo.

Azevedo contou que estava no ponto de ônibus, por volta das 12 horas, quando o ladrão o abordou e exigiu a carteira. Mesmo sem ver a arma, o estudante ficou com receio de reagir e atendeu a ordem do criminoso. O homem fugiu. O rapaz se deslocou a pé até o local e chegou quando os portões ainda estavam abertos, mas não foi autorizado a fazer a prova pela falta do documento. 

Ele ainda conseguiu contato com sua mãe, que levou ao local uma cédula de identidade antiga, mas a prova já havia começado. Azevedo foi ao plantão da Polícia Civil e registrou o assalto. O caso será analisado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia federal responsável pelo Enem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.