Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Caminho menor para dupla ou tripla titulação

Instituições oferecem a possibilidade de vários títulos com estudo em período mais curto; há ainda a chance de experiência no exterior

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

30 Junho 2015 | 03h00

Com uma demanda crescente do mercado por mais especialização e qualificação de seus profissionais, nos últimos cinco anos, as instituições de ensino apostaram em pós-graduações que permitam dupla ou tripla titulação para os alunos economizarem tempo e dinheiro. Os cursos têm uma base curricular comum, e o estudante pode escolher qual especialização seguir. Caso queira se dedicar a mais de uma área, ele só faz as disciplinas finais do segundo curso.

Há ainda a chance de uma experiência no exterior. Na Fundação Getúlio Vargas (FGV) e na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), a dupla titulação é feita em parceria com universidades estrangeiras.

Em dois anos e meio, Larissa Aparecida Matias, de 32 anos, conseguiu a certificação em duas pós-graduações no Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper). Formada em Ciência da Computação, ela buscava especializações para “tirar o foco” da sua graduação, segundo ela, feita em “uma universidade pouco conhecida”.

“A pós-graduação era o caminho para obter mais conhecimentos, mas também para a formação em uma instituição de renome. Não pensava em fazer duas pós, mas, depois que havia concluído a primeira, me pareceu natural ingressar na segunda”, disse Larissa, que trabalha na gestão de projetos da área de Tecnologia da Informação em uma empresa de telefonia. A primeira pós que Larissa fez foi em Administração, e a segunda, em Gestão de Projetos de Negócios.

No Insper, a dupla ou tripla titulação é livre, ou seja, o aluno pode optar se quer seguir em uma nova especialização. Todo trimestre são abertas novas turmas dos três cursos com foco em Administração e Gestão. Para estimular os estudantes, a instituição oferece 40% de desconto para quem decide ingressar na segunda especialização.

De acordo com o coordenador do Insper, Guy Cliquert, de 30% a 40% dos alunos que fazem a primeira titulação decidem partir para a segunda. “Os números são crescentes porque o mercado está cada vez mais exigente. Uma única pós-graduação nem sempre é o suficiente.”

Pós internacional. Na ESPM, há três anos, todos os cursos de pós-graduação lato sensu permitem que o aluno consiga correspondência do núcleo inicial de disciplinas para uma segunda especialização na Eada Business School Barcelona, na Espanha.

Além disso, a partir deste ano, a escola passa a oferecer um MBA em Agronegócio com Ênfase em Marketing em que o aluno também recebe o certificado de pós-graduação pela Audencia Nanetes School of Management, na França. “Quem busca esse curso já vem preparado e tem muito conhecimento. Aqui, ele vai ganhar uma visão mais global do setor”, disse José Luís Tejon, coordenador do curso.

Na Fundação Getúlio Vargas (FGV), há cinco anos existem cursos de MBA com dupla ou tripla titulação com universidades estrangeiras nos Estados Unidos, na Espanha, na França e na China, entre outros países. “Os alunos que buscam esses cursos já têm uma carreira promissora, por isso, fazem um investimento alto na pós-graduação. Eles sabem que vão ter um retorno”, disse Marco Tulio Zanini, coordenador de um dos cursos.

DEPOIMENTO

'Alavancou minha carreira'

Silvia Mitiko Yogi, 32 anos, coordenadora de RH

“Sou formada em Nutrição, mas desde 2009 trabalho no Banco da China. Sou coordenadora Administrativa e de Recursos Humanos. Como mudei de profissão, sempre busquei cursos e especializações para lidar com esse novo desafio. Mas, em 2013, senti a necessidade de procurar um curso com mais conteúdo, mais voltado para a área de Administração e Finanças para entender o ‘business’ em que estou inserida.

A pós-graduação me ajudou profundamente e alavancou minha carreira no banco. Quando consegui a minha primeira titulação no CBA (Certificate in Business Administration), já recebi uma promoção.

Senti tantos benefícios com a primeira pós que seria ingênuo da minha parte não buscar mais uma especialização. Por isso, em abril, optei pela dupla titulação e ingressei no CBPM (Certificate in Business and People Management). Tive todo o apoio da diretoria do banco porque ficou claro para eles a mudança na minha produtividade e como, depois do estudo, comecei a entender melhor o funcionamento da empresa.” 

SERVIÇO

Fundação Getúlio Vargas

Mestrado Profissional em Gestão e Políticas Públicas (São Paulo)

Inscrição: Até agosto

Início: Agosto

Preço: R$ 50,8 mil

Corporate International Master’s (Rio)

Inscrição: Até agosto

Início: Setembro

Preço: US$ 75 mil

ESPM

MBA em Agronegócio 

Inscrições: Até julho

Início: 13/7 

Preço: R$ 58,5 mil

MBA Executivo 

Inscrições: Até 24/7

Início: 4/8

Preço: R$ 49,3 mil

Insper

Certificate in Business and

People Management (CBPM) 

Inscrições: Até 11/7

Início: 20/7

Preço: R$ 28,5 mil

Certificate in Business Administration (CBA) 

Inscrições: Até 4/7

Início: 17/7

Preço: R$ 33 mil

Mais conteúdo sobre:
Dupla titulação Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.