Câmara aprova mais R$ 6,2 bilhões para educação

Proposta terá segundo turno de votação antes de seguir para o Senado

João Domingos,

17 Setembro 2009 | 18h03

A educação poderá contar com R$ 6,25 bilhões quando terminar a votação da emenda constitucional que põe fim gradual à Desvinculação de Receitas da União (DRU).   Ontem foi encerrada a votação em primeiro turno. Por 329 votos a 82, o governo manteve o texto já aprovado. Agora, a proposta passará mais uma vez pela Câmara e duas pelo Senado.   Se os deputados e senadores concluírem a votação neste ano, o governo poderá movimentar à vontade R$ 3,75 bilhões dos R$ 10 bilhões que seriam desvinculados. Em 2010, mais R$ 2 bilhões serão vinculados à educação e o governo contará com R$ 1,25 bilhão. Em 2011, todos os recursos da Educação estarão vinculados e o governo não poderá mexer.   A DRU anula a destinação obrigatória de dinheiro público para áreas como educação e saúde -- mais especificamente, tira 20% dos recursos orçamentários originalmente "carimbados" e permite que o governo gaste as verbas livremente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.