Câmara aprova faculdade sem vestibular em SP

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou o projeto de lei 138, que institui a Fundação Paulistana de Educação e Tecnologia, autorizando a criação de unidades de ensino, pesquisa e extensão na zona leste da cidade. Inicialmente, haverá um centro de educação tecnológica e uma faculdade de ciências biológicas, exatas e humanas.Não será preciso prestar vestibular. O processo seletivo deverá será seriado, com provas a cada ano do ensino médio. Os estudantes que tiverem as melhores médias serão automaticamente classificados.Em 2005, deverão ser abertas 450 vagas, chegando a 4 mil até 2008. A previsão é de que o complexo funcione em um prédio anexo ao Hospital Municipal de Cidade Tiradentes.A criação da Fundação faz parte do Programa de Desenvolvimento da Zona Leste, lançado recentemente pela Prefeitura e que prevê diversas ações com o objetivo de criar infra-estrutura para atrair investimentos e gerar empregos na região.O projeto foi aprovado na Câmara, por 28 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção, na quarta-feira.

Agencia Estado,

06 de maio de 2004 | 12h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.