Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Câmara aprova critério social para desempate em vestibular

Texto prevê que, se houver empate, o candidato com renda familiar inferior a dez salários mínimos prevalecerá na seleção; proposta segue para sanção presidencial

O Estado de S. Paulo

15 Setembro 2015 | 23h11

BRASÍLIA - A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 15, uma proposta que estabelece critério social para o desempate em processos seletivos de instituições públicas de ensino superior. 

O texto prevê que, se houver empate, o candidato com renda familiar inferior a dez salários mínimos prevalecerá na seleção. Se ambos estiverem sob essa condição, prevalecerá aquele com menor renda. 

Como já havia passado no Senado, o texto segue agora para sanção presidencial, a não ser que haja algum recurso para o plenário da Câmara. 

Mais conteúdo sobre:
Câmara dos Deputados

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.