Calouros denunciam trotes violentos no ITA

Mergulhar de madrugada numa piscina de água gelada, ficar noites sem dormir e enfrentar brincadeiras violentas e humilhantes. Foram esses alguns dos trotes aplicados nos calouros deste ano do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), instituição ligada às Forças Armadas e considerada a melhor do País na formação de engenheiros aeronáuticos. O instituto está localizado em São José dos Campos (SP).Luana Oliveira, irmã de uma das poucas calouras do ITA, disse que sua família, que vive em Fortaleza, ficou preocupada ao ouvir o relato da estudante. ?Ela contou que não está nem comendo direito. De dia, tem de estudar e tira a hora de comer para dormir um pouco.? Isto porque, à noite, veteranos mantiveram calouros despertos ?fazendo bagunça e dando banhos de água fria em alguns?.Segundo relatos de parentes, veteranos teriam ainda detonado bombas juninas nos apartamentos nas dependências reservadas aos alunos. ?Fico apreensivo como pai. Eles foram para lá para se especializar, para estudar, não para serem gladiadores?, afirmou o pai de um dos calouros, que disse temer que seu filho sofra alguma represália caso tivesse seu nome revelado.O ITA foi fundado em 1950 e é um órgão do Centro Tecnológico de Aeronáutica (CTA). Seu vestibular é considerado o mais difícil do País. O CTA informou que o ITA só vai se pronunciar depois de apurar o caso.mais detalhes em

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2004 | 11h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.