Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Cai para 111 o número de escolas ocupadas no Estado de São Paulo

No auge dos protestos contra a reorganização do ensino, já suspensa pelo governador Alckmin, 196 unidades foram tomadas

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

11 Dezembro 2015 | 11h12

SÃO PAULO - O número de escolas estaduais ocupadas contra a reorganização da rede estadual caiu para 111 nesta sexta-feira, 9. O balanço foi divulgado pela Secretaria Estadual da Educação (SEE). No auge dos protestos contra a medida, que já foi suspensa pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para discussão somente em 2016, eram 196 unidades tomadas. 

Após a revogação da reestruturação, parte dos estudantes entende que ainda seja preciso manter as ocupações para garantir que o processo seja "cancelado" e não suspenso. Outra reivindicação é a punição de policiais militares que tenham cometido eventuais abusos durante as manifestações. 

Após o protesto mais violento desde o início do movimento contra a reorganização escolar da gestão Geraldo Alckmin (PSDB), os estudantes decidiram repensar as estratégias de mobilização. O receio é perder o controle com a infiltração de black blocs nos atos de rua, sobretudo após o confronto com a Polícia Militar na quarta-feira, 9.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.