Britânicos criam seriado para levar jovens a comer direito

Pesquisadores britânicos criaram um programa de vídeo educacional chamado "Food Dudes" (algo como "Turma da Comida") que se vale de pressão de grupo e sistemas de recompensa para convencer crianças a comer mais frutas e verduras, e evitar alimentos gordurosos. O processo parece estar funcionando: um programa-piloto, lançado em 150 escolas irlandesas e tendo como público-alvo crianças de dois a 11 anos, dobrou o consumo de frutas e verduras, e em alguns casos chegou a multiplicar a procura por alimentos saudáveis em 10 a 14 vezes."De certa forma, usamos as mesmas técnicas das multinacionais que vendem junk food, mas estamos do lado do bem", diz o psicólogo Fergus Lowe, da Universidade do País de Gales, que participou da elaboração do programa.O vídeo Food Dudes começa com quatro pré-adolescentes que ganham superpoderes do consumo de frutas e verduras. A turma combate o General Junk, que rouba alimentos saudáveis.Os Food Dudes são um pouco mais velhos que o público-alvo, o que faz com que funcionem como modelos de vida. O programa oferece prêmios, como lápis, canetas e brinquedos.A primeira série dos Food Dudes, que começou em 2005 e durará até 2008, teve tanto sucesso que a Irlanda decidiu adotar o programa em escala nacional. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recentemente premiou a iniciativa.Numa campanha liderada pelo chef Jamie Oliver, uma celebridade da televisão, a Grã-Bretanha vem tomando medidas agressivas para melhorar a qualidade da alimentação nas escolas. Em 2005, o governo anunciou que proibiria as cantinas escolares de servir lanches de baixa qualidade nutritiva. A partir de setembro de 2007, máquinas de venda que ofereçam refrigerantes, chocolates e batatas fritas a estudantes estarão fora da lei.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.