Brasileiros que estudam na China fazem as malas com medo

Estrangeiros que deixaram a China nos últimos dias estão se sentindo discriminados, particularmente os estudantes que retornam à Europa, Canadá e Japão. Os que foram colocados de quarentena ao chegar a seus países estão telefonando ou enviando e-mails a colegas ou parentes que ficaram em Pequim reclamando dessa situação. A Universidade de Línguas Estrangeiras de Pequim (Yu Yuan Da Xue) distribuiu nota oficial aos alunos estrangeiros, recomendando que retornem a seus países de origem. A paulista Camila Quadros, de Jundiaí, e a catarinense Salete Meneguel, de Ireneópolis, são as únicas bolsistas brasileiras do governo chinês que cursam essa universidade. Ambas vivem momentos de difícil decisão. As duas estudantes procuraram a embaixada brasileira em Pequim. ?Propuseram-nos uma eventual retirada, com passagem apenas de ida para o Brasil. Não garantem minha volta à China?, diz Camila, que ainda tem um semestre a concluir e disse já ter perdido outro período igual de estudo por causa de uma cirurgia. ?Para permanecer aqui, dependo da bolsa de estudos chinesa. Se for embora agora, não sei como poderia reconquistá-la.? ConfinamentoQuarentena, por enquanto, só para alunos chineses, que não podem deixar a universidade em hipótese alguma. ?Por enquanto, os alunos estrangeiros podem sair à rua e retornar. Mas isso deve mudar esta semana. Quem ficar, muito provavelmente, também estará de quarentena.? Nesse caso, Camila ficaria praticamente sozinha. Além dos estrangeiros que deixaram a China, muitos latino-americanos também trocarão a Cidade Universitária rumo a casas alugadas em Pequim por seus governos. ?Apesar de poder observar medidas que nunca vi por aqui, como a limpeza das ruas, desinfecção do ambiente e dos tapetes com desinfetantes, não me sentiria segura.? Salete, por sua vez, decidiu fazer as malas e partir para o Brasil. Embarca nesta semana, pagando a própria passagem. Só espera não ser discriminada durante a viagem e ao chegar ao País. Os parentes do corpo diplomático brasileiro também devem seguir viagem nesta semana de volta ao Brasil.

Agencia Estado,

28 de abril de 2003 | 14h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.