Brasil participa de avaliação da educação na América Latina

O Brasil e outros 16 países latinos participam, até esta sexta-feira, 24, de um estudo sobre o desempenho de alunos de 3ª e 6ª séries do ensino fundamental, e sobre quais fatores explicam os diferentes níveis de aprendizagem na região. Trata-se do Segundo Estudo Regional Comparativo e Explicativo (Serce), coordenado pelo Laboratório Latino-Americano de Avaliação da Qualidade da Educação (LLECE), da Unesco. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é responsável pelo Serce no Brasil.O estudo tem o objetivo de avaliar a aprendizagem dos alunos latino-americanos nas áreas de matemática, linguagem e ciências. A idéia é fornecer informações aos sistemas educacionais dos países participantes e compartilhar experiências. Participam, além do Brasil, Argentina, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, México, Paraná, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai.No Brasil, respondem às provas do Serce uma amostra de cerca de 14 mil alunos de 3ª e 6ª séries de ensino fundamental, de 175 escolas públicas e privadas, em 25 unidades da Federação - as exceções são Acre e Rondônia. Além das provas, os alunos respondem a questionários com perguntas sobre o ambiente escolar e familiar. Pais, professores e diretores de escola também são ouvidos.O primeiro estudo do Laboratório Latino-Americano de Avaliação foi feito em 1997 e teve participação de 11 países. Os resultados da edição deste ano serão divulgados no decorrer de 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.