Brasil é 72º no ranking de educação da Unesco

Relatório sobre a situação da educação no mundo, divulgado nesta segunda pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), situa o Brasil em 72º lugar entre 127 países.Ter colocado quase todas as crianças de 7 a 14 anos na escola, nos últimos anos, continua rendendo elogios ao País. No entanto, os outros problemas da educação brasileira começam a aparecer e puxam a colocação para baixo no ranking.A nota atribuída ao Brasil no Índice de Desenvolvimento Educacional (IDE) coloca o País em uma posição considerada intermediária. O indicador é formado por quatro pontos - taxa de analfabetismo, matrículas no ensino fundamental, paridade entre meninos e meninas no acesso à escola e permanência na escola depois da 4ª série primária.É justamente a permanência na escola que derruba o Brasil. Enquanto ocupa a 32ª posição na universalização do ensino fundamental, o País despenca para o 87º lugar na permanência depois da 4ª série.O governo brasileiro não gostou do que viu no relatório, mas o ministro da Educação, Tarso Genro, admitiu que esse resultado era esperado."Esse resultado não é da história do atual governo, nem do governo anterior, mas de sucessivos governos que não consideravam educação como essencial. Mas nos últimos anos o Brasil vem reagindo. E nós queremos que o nosso governo seja o marco que vai fazer essa virada", afirmou o ministro.Tarso disse ainda que o Brasil fez uma primeira revolução ao colocar todas as crianças na escola e agora vai fazer a segunda, de assegurar a qualidade. "Eu garanto que nos próximos 5, 10 anos esse índice vai mudar. É um compromisso estrutural e de honra do presidente Luiz Inácio Lula da Silva", afirmou.   mais estatísticas de educação

Agencia Estado,

08 de novembro de 2004 | 20h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.