Brasil é 3º em uso de cocaína no ensino médio sul-americano

O Brasil é o terceiro país da América do Sul em consumo de cocaína entre estudantes do ensino médio, de acordo com estudo realizado pelas Nações Unidas e pela Organização dos Estados Americanos (OEA). O levantamento indica que 1,7% dos brasileiros matriculados no ensino médio já consumiram a droga. Em um ranking com a presença de nove países sul-americanos, o Brasil aparece atrás apenas da Argentina e do Chile.Os dados foram divulgados pelo jornal argentino Clarín. A pesquisa incluiu alunos com idade entre 13 e 17 anos que consomem drogas legais e ilegais, incluindo cocaína, maconha, álcool e cigarro. Além de Brasil, Argentina e Chile, o primeiro estudo comparativo sobre o uso de drogas por estudantes do ensino médio na América do Sul também incluiu Bolívia, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.Argentina Na Argentina, 2,5% dos estudantes pesquisados consumiram cocaína pelo menos uma vez no último ano. Ou seja, 85 mil alunos.As estatísticas não envolvem jovens fora da escola, entre os quais as autoridades argentinas avaliam que o consumo poderia ser ainda maior."Os dados são reais e também ajudamos na elaboração (do estudo). Não adianta esconder as coisas", disse o especialista Diego Alvarez, que dirige o Observatório de Drogas da Secretaria de Programação e Prevenção contra a Dependência das Drogas e o combate ao Narcotráfico (Sedronar).Alvarez afirma que o consumo de cocaína entre os jovens nos países europeus está em torno de 20%. Apesar disso, avalia que os resultados na região são "preocupantes".De acordo com a Sedronar, o consumo de cocaína entre aluno do ensino médio na Argentina subiu 170%, entre 2001 e 2005. Outras drogas O estudo da ONU e da OEA indica ainda que o álcool é a droga mais utilizada pelos estudantes do ensino médio nos nove países analisados.Na Colômbia, os números apontam que 51% dos alunos já consumiram álcool alguma vez. Também neste caso, o Brasil aparece em terceiro, atrás de Colômbia e Uruguai. No caso da maconha, o Chile foi o país que, segundo a pesquisa, registrou maior consumo (12,7%) entre estudantes do ensino médio. Logo depois, aparecem Uruguai, Argentina, Colômbia e Brasil, nesta ordem.Uma das conclusões do estudo é de que existe uma associação entre cigarro, álcool e drogas ilícitas. Ou seja, as taxas de consumo de maconha ou cocaína são mais altas, segundo a pesquisa, entre os que fumam e bebem.

Agencia Estado,

27 de dezembro de 2006 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.