Brasil agora tem uma das maiores escolas de negócios do mundo

O Instituto de Empresas (IE), a 5.ª melhor escola de negócios que oferece cursos para altos executivos do mundo, abriu nesta quarta-feira, em São Paulo, seu escritório permanente. "O IE é uma escola independente de negócios, privada, liberal e com um profundo sentido de responsabilidade perante a sociedade", diz um comunicado distribuído hoje pelo Instituto, que tem sua sede central em Madri e escritórios em Nova York, Cidade do México, Buenos Aires, Santiago do Chile, Bogotá e representantes em Quito, Lima e Caracas.No Brasil, o IE fez uma aliança estratégica com a escola de negócios da Fundação Getúlio Vargas, de São Paulo. Entre os clientes do IE estão a Siemens, Morgan Stanley, Nokia, Oracle, Bayer e Pfizer, além de multinacionais espanholas, como a Telefónica, Santander Central Hispano (SCH) e BBVA. A economista Eliana Cardoso faz parte do grupo de acadêmicos e executivos internacionais do Conselho do IE. Também estão nesse grupo Guillermo de la Dehesa, vice-presidente da Goldman Sachs Europa; Edward Schumacher, editor do The Wall Street Américas; Peter Shuterland, presidente da Goldman Sachs International; Reuben Mark, presidente e CEO da Colgate-Palmolive Company; e José María Fernández Carvajal, presidente do Fomento Econômico do México.Mais informações podem ser obtidas no seguinte endereço: www.ie.edu. Ou diretamente com Gabriel Aldamiz-echevarría, diretor adjunto de Comunicação para a América Latina do IE, pelo e-mail gabriel.aldamiz@ie.edu.

Agencia Estado,

02 de abril de 2003 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.