Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro diz estudar anistia a inadimplentes do ProUni

Declaração é dada dois dias depois do Executivo liberar Prouni para estudantes de escolas particulares sem bolsa integral

Eduardo Gayer, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2021 | 19h42

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, em transmissão ao vivo nas redes sociais, que o governo estuda anistiar alunos inadimplentes do Programa Universidade para Todos (Prouni)

“Estamos estudando, não quero anunciar… pessoal inadimplente aí do Prouni, brevemente... Tem gente que fica dizendo ‘eu vou anistiar’, por que não anistiou lá atrás?”, declarou Bolsonaro. 

A fala vem dois dias após o Executivo publicar Medida Provisória (MP) que liberou o programa a alunos de escolas particulares sem bolsa integral, mudança criticada pela oposição. 

Bolsonaro garantiu que a mudança não significa uma elitização do Prouni. “Muito pelo contrário, estamos fazendo justiça”, declarou, na live. 

Sem se estender, o chefe do Executivo ainda citou a aprovação, pelo Senado, da prorrogação da desoneração da folha de pagamento ocorrida mais cedo e repetiu que, sem a medida, haveria crescimento do desemprego no País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.