Bolsistas do ProUni receberão auxílio de R$ 300

Cerca de 4,5 mil bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni) vão receber auxílio de R$ 300,00 mensais, a partir de março, para custear despesas de transporte, alimentação e material didático.A bolsa-permanência será concedida a alunos de cursos integrais, cuja carga horária os impeça de trabalhar. Serão atendidos alunos que entraram no programa em 2005 e em 2006. "Nossa expectativa é atender todos os bolsistas integrais que estudam pelo ProUni", disse o diretor do Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior do Ministério da Educação, Celso Carneiro.A dotação orçamentária da bolsa-permanência é de R$ 13 milhões para este ano. A Medida Provisória nº 251/2005, que a instituiu, foi sancionada no dia 23 setembro de 2005, pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.Além de oferecer auxílio financeiro a bolsistas integrais, o MEC incentiva os Estados a apoiarem alunos que têm bolsa parcial. De acordo com Celso Carneiro, sete secretarias estaduais de educação - Amapá, Pernambuco, Tocantins, Pará, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Maranhão - já assinaram convênio com o ministério para oferecer benefícios a esses estudantes. "Nós incentivamos essa prática, mas quem banca os custos e define o valor da ajuda são os Estados", explicou Carneiro.O ProUni oferece bolsas de estudo a alunos de baixa renda em instituições de ensino superior. Em 2005, foram 112 mil. Neste primeiro semestre de 2006, mais 91,1 mil, das quais 5.180 ainda não foram preenchidas. As inscrições para as vagas remanescentes estão abertas até o próximo da 14, na página eletrônica do ProUni. A lista dos selecionados nesta segunda fase será divulgada no próximo dia 16. Inscrições: http://prouni-inscricao.mec.gov.br

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2006 | 14h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.