Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

Bolsistas do Ciência sem Fronteiras organizam 'Brazilian Day' nos EUA

Objetivo do evento é apresentar a cultura brasileira à comunidade acadêmica estrangeira

Aline Vieira Costa, Especial para o Estadão.edu,

30 Janeiro 2013 | 17h45

O Ciência sem Fronteiras (CsF) terá seu primeiro 'Brazilian Day' em 9 de fevereiro, nos Estados Unidos. O evento está sendo organizado pelos bolsistas do programa no Instituto de Tecnologia Rose-Hulman, em Indiana, e deve reunir cerca de 600 universitários. A ideia é apresentar o Brasil à comunidade acadêmica estrangeira depois que os estudantes americanos demonstraram interesse em conhecer melhor o País.

 

“Mesmo os estudantes da nossa universidade, que foi considerada a melhor dos Estados Unidos da sua categoria por 14 anos seguidos, e cujo corpo discente foi apontado entre os dez mais brilhantes do país, sabem impressionantemente pouco sobre o vizinho gigante que ocupa quase a metade da América do Sul”, diz o presidente do comitê organizador do CsF Brazilian Day, Luís Fernando Peláez Covatti. Ele está no 6.º ano do curso de Engenharia de Controle e Automação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e faz intercâmbio na Rose-Hulman junto com outros 16 bolsistas.

 

Segundo Luís Fernando, alguns colegas já perguntam sobre como é a vida no Brasil - muitos não fazem ideia ou têm visão estereotipada - e até querem saber de política e economia.

 

O encontro também visa a reunir os estudantes do CsF que estão em outras universidades da região para compartilharem experiências e discutirem sobre o desenvolvimento de suas carreiras. “Já existe uma interação informal muito forte na comunidade de estudantes do CsF nos Estados Unidos e do Canadá através das mídias sociais e até de visitas durante viagens. Pensamos que seria útil termos uma oportunidade formal de reunir esses estudantes.”

 

O presidente lembra que uma das metas do governo brasileiro com o programa CsF é revolucionar a pesquisa científica no Brasil ao levar estudantes para países que são referência na área. “Um fator importante nesse processo será a criação de uma rede de contatos entre os estudantes que estão aqui, que vêm de diversas universidades e regiões do País, e que certamente será mantida quando retornarmos”, diz Luís Fernando.

 

O estudante quer que o evento sirva de incentivo para que outros Brazilian Days sejam realizados nos diversos países onde há bolsistas do CsF e também como uma forma de retribuição à sociedade brasileira. “O programa é fruto de um grande esforço da sociedade para permitir que muitos estudantes tenham essa experiência. O resultado já é e será muito positivo.”

 

O CsF Brazilian Day conta com o apoio da Capes, do Consulado-Geral do Brasil em Chicago e do Institute of International Education. A Câmara de Deputados do Estado de Indiana reconheceu oficialmente o evento e enviará um representante.

 

Programação

 

A programação do evento é dividida em duas partes. Pela manhã haverá uma palestra com Paulo Dutra, diretor da siderúrgica brasileira Tupy nos EUA, intitulada “As Novas Multinacionais Brasileiras e a Crescente Demanda por Profissionais Qualificados”. Depois um representante do consulado falará aos estudantes, que também poderão aproveitar a oportunidade e emitir alguns documentos.

 

Como é requisito do programa CsF que os alunos façam estágio durante as férias de verão, também haverá uma oficina sobre como preparar currículos e cartas de apresentação e se comportar em entrevistas de emprego nos EUA, seguida por uma feira de estágios com a participação de empresas como General Electric e Tupy.

 

Na segunda parte do evento haverá um show musical com a banda Planeta Azul, composta por músicos e dançarinas brasileiras. O grupo toca diversos estilos musicais, incluindo samba, já que o Brazilian Day cairá no sábado de carnaval. Haverá também uma apresentação de capoeiristas do grupo Axé Capoeira Chicago. No jantar, será servida uma típica feijoada brasileira.

 

Mais informações podem ser obtidas na página do evento: http://www.rose-hulman.edu/offices-services/office-of-global-programs/international-partners/science-without-borders/brazilian-day.aspx.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.