Bolsa Família registra apenas 2% de faltas não justificadas

O último levantamento da freqüência escolar das crianças atendidas pelo Bolsa Família detectou que apenas 2% dos alunos tiveram mais de 15% de faltas não justificadas. São 298 mil crianças cujas famílias poderão ser retiradas do programa, caso seja constatada negligência. Dessa vez, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) decidiu verificar quais as causas dessas faltas e descobriu quem, no caso de pelo menos 6,8 mil crianças, a culpa não é da família: elas deixaram de ir à escola por causa da violência.De acordo com a secretária de renda e cidadania do MDS, Rosani Cunha, a causa das faltas detectadas pelo sistema é classificada como "fatores impeditivos de liberdade". Ou seja, crianças impedidas de ir à escola por conta de casos de violência.A causa mais comum, segundo Rosani, são escolas fechadas por conta da violência externa. Ela explicou também que podem existir crianças impedidas de sair de casa por ameaças. "Precisamos de estratégias o mais completas possíveis para alcançar essas famílias", disse Rosani. "Essas informações nos ajudam a identificar o tipo de problemas que elas enfrentam".O ministério ainda descobriu que 815 adolescentes deixaram de ir à escola por estarem grávidas - outro tipo de caso, diz Rosani, que precisa de atenção das prefeituras.Essa foi a quarta vez que o Ministério da Educação fez o levantamento de freqüência das crianças que estão no Bolsa Família. A verificação começou em outubro de 2004 quando descobriu-se que o Ministério do Desenvolvimento Social não fazia nenhuma fiscalização de freqüência. Nessa primeira verificação, 69,2% dos municípios responderam o pedido dessas informações. A partir desse período, o MEC passou a cortar o acesso dos municípios a programas de transferência voluntária, como convênios de reforma de escolas ou compra de transporte escolar, quando os relatórios não eram enviados.Dessa vez, apenas 15 prefeituras não informaram a situação de seus 16.212 alunos ao todo. Duas delas em São Paulo: São João das Duas Pontes, com 156 estudantes, e Tuiuti, com 247 alunos.

Agencia Estado,

25 de janeiro de 2006 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.